Cultura CIENTÍFICO-TECNOLÓGICA nos contextos formativos contemporâneos

20/02/2018

No projeto: 438632/2018-4

Palavras-chave: Tecnologia educacional, Tecnologia digital, Representações Sociais, Formação docente, Prática docente, Cultura cientifico-tecnológica.

O projeto visa investigar, a partir de um diagnóstico psicossocial, elementos simbólicos relacionados à utilização das denominadas "tecnologias educacionais" e se as relações entre eles caracterizariam a emergência de uma cultura científico-tecnológica nos espaços formativos, definidos como campo de investigação. Em particular, a pesquisa busca identificar e analisar as representações, social e culturalmente construídas e difundidas, acerca das tecnologias digitais, e as relações dessas representações com o ensino do conhecimento científico. Essas tecnologias surgem com a promessa da inovação, sendo naturalizadas como tal nos espaços formativos. A partir do ponto de vista histórico e sociocultural, esse projeto problematiza tal concepção, resgatando os pensamentos e significações elaborados e partilhados por professores da área científica, em seus espaços de formação e de exercício da prática profissional, e por alunos em seus contextos escolares. Nesta perspectiva, busca relações entre significações atribuídas ao uso das tecnologias digitais, aos conceitos de tecnologia e de ciência por esses grupos. O marco teórico-metodológico consiste na Teoria das Representações Sociais, segundo a abordagem moscoviciana (1961/1976, 2003, 2012), estabelecendo um diálogo com autores como Jodelet (2001), Gilly (2001), Abric (2016) e Jovchelovitch (2004). O desenho de pesquisa envolve os grupos de professores em formação, em seus respectivos cursos de Licenciaturas nas áreas científicas (Física, Química e Biologia), de professores que atuam com as disciplinas científicas na Educação Básica, considerando o Ensino Médio, e de alunos deste segmento de ensino. O contexto de coleta de dados envolve: (i) Brasil - Estado do Rio de Janeiro (Cidades: Rio de Janeiro e Nilópolis) e o Estado de São Paulo (Cidade de Diadema e São Paulo) e (ii) Portugal (Cidades: Aveiro e Vila Real). Os instrumentos de coleta de dados são os documentos oficiais, entrevistas narrativas, grupos focais, questionários semiestruturados. O quadro de tratamento dos dados tem em sua configuração, abordagens qualitativas e quantitativas: análise discursiva, a partir da construção de redes semânticas, com suporte do software ATLAS.ti, análise de figuras e esquemas argumentativos, com base nas técnicas da retórica e da lógica e a análise textual de similitude, com o apoio do software IraMuTeQ.

A equipe de pesquisa desse projeto é interinstitucional e é composta pelos seguintes pesquisadores, alunos de doutorado, mestrado e iniciação científica:

Nilza Maria Vilhena Nunes da Costa - Docente Pesquisadora no Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro.

Joaquim Bernardino Lopes - Docente Pesquisador da Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro.

Glória Regina Pessoa Campello Queiroz - Docente Pesquisadora no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ) e da UERJ.

Eliane de Souza Cruz - Docente Pesquisadora no Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Tarso Bonilha Mazzotti - Docente Pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Edna Maria Querido de Oliveira Chamon - Docente Pesquisadora no Programa de Pós-graduação em Educaçao e desenvolvimento Humano da Universidade de Taubaté (UNITAU) e no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Daniel Guilherme Gomes Sasaki - Docente Pesquisador no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ).

Vitor Luiz Bastos de Jesus - Docente Pesquisador no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ).

Daniele da Silva Maia Gouvêa - Doutora no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ) - Bolsista CAPES 2015-2017.

Thomas Barbosa Fejolo - Doutor no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ) - Bolsista CAPES 2015.

Gisele Pereira de Oliveira Xavier - Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ).

Juliana Teixeira Jesus Ramos - Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ).

Dayvisson Luís Vittorazzi - Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ).

Simone Caires Nascimento - Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ).

Renata Gerhardt Gomes Roza - Mestre no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPCTE/CEFET-RJ).

Mariana de Souza Lima - Licenciada em Física no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)- Bolsista CAPES/ 2015-2017

.